TV CONSUMIDOR Bah! TV ONLINE TOP Consumidor NOTÍCIAS RECOMENDAMOS QUEM SOMOS CONTATO  
Lula high tech
   
     
 


14/06/2009

Lula high tech
Cada vez mais conectado à era digital, presidente cria blog do Planalto e lança perfis no orkut e no Twitter

Antes de assumir a Presidência da República, o ex-metalúrgico Luiz Inácio Lula da Silva admitiu que não tinha muita intimidade com as novas tecnologias. O tempo passou, Lula está há quase sete anos no poder e acabou por aderir de vez ao mundo high tech. A partir de julho, ele poderá mandar mensagens pela internet, gravar vídeos no YouTube e até participar de chats. Todas essas ferramentas estarão disponíveis no blog do Planalto, nome provisório do site da Presidência, cujo pré-lançamento está marcado para a quinta-feira 24 em Porto Alegre, durante o Fórum Internacional do Software Livre. O objetivo do governo ao criar o novo canal institucional é aproximar ainda mais Lula da população e ampliar a comunicação institucional. A linguagem utilizada no novo site será a mais simples e direta possível, recorrendo a mensagens curtas, vídeos e até infográficos. Atualmente, no site do Planalto, apenas o áudio dos discursos de Lula é disponibilizado.

"A internet é o extravasamento da liberalidade do ser humano", definiu o presidente, em recente conversa com representantes de portais.

NOTEBOOK Para Lula, "a internet é o extravasamento da liberalidade"

A decisão de criar o blog de Lula foi inspirada na bem-sucedida ideia do presidente dos EUA, Barack Obama, de utilizar as chamadas redes sociais da internet para impulsionar sua campanha e ampliar o contato com o eleitorado. Um estudo encomendado pela Secretaria de Comunicação da Presidência revelou que existe uma fatia considerável da população que não se informa pelos meios tradicionais de comunicação.

Esse é um dos públicos que o governo também pretende alcançar, dentro da política de fazer com que as notícias institucionais cheguem ao maior número possível de brasileiros. "O blog é um instrumento a mais, mas não eliminará as entrevistas de improviso que o presidente dá no dia a dia", ressalta um assessor de Lula. outro objetivo, com o novo meio de comunicação, é responder com mais agilidade aos questionamentos que chegam diariamente à Presidência.

De acordo com o departamento responsável pela correspondência do governo, as respostas a indagações por e-mail costumam demorar no máximo dez dias. A expectativa é de que, com o blog, elas aconteçam quase em tempo real. Cinco vagas já foram abertas e pessoas estão sendo contratadas para participar do projeto.

A Presidência irá criar ainda um perfil no site de relacionamentos Orkut e no Twitter, um microsite atualizado permanentemente com mensagens curtas. No início do ano, um internauta mineiro lançou, por iniciativa própria, um perfil de Lula no Twitter. Conseguiu 600 seguidores em pouco mais de um mês. Os assessores do presidente, então, entraram em contato com ele para conhecer os mecanismos e os atalhos da nova ferramenta que, em breve, será utilizada com a chancela do governo. O aprimoramento dos sites do Planalto prevê o lançamento de um portal de notícias no Exterior. No total, o governo vai investir no projeto R$ 11 milhões. Hoje, existem no orkut mais de mil páginas falsas sobre Lula. O presidente também possui um registro não oficial no Facebook, uma das redes sociais mais populares da web, com 200 milhões de usuários. Na página, o Lula falso possui seis amigos, que postam mensagens diárias sobre os discursos presidenciais.

Cada vez mais conectado à nova era cibernética, Lula, além do blog, tem à disposição smartphones, BlackBerrys, aparelhos com acesso a e-mails e conexão rápida à internet e um laptop de última geração, em que acompanha notícias do Brasil e do mundo. O presidente confessa que não tem o hábito de usá-los, até porque vive cercado de assessores que o abastecem de todas as informações necessárias.

Porém, para quem se dizia pouco familiarizado com as novidades da rede mundial de computadores, Lula tem mostrado que está sintonizado com os benefícios que ela pode oferecer.

No fim do ano passado, presenteou os governadores Jaques Wagner, da Bahia, e Cid Gomes, do Ceará, com músicas baixadas da internet. Entre elas, "Viola Enluarada", de Sérgio Valle, e "Baiano Burro Nasce Morto", de Gordurinha. "Como eles são jovens, gostaria que conhecessem as boas músicas do meu tempo", justificou.

A Europa segue a mesma tendência. Desde janeiro de 2006, o primeiroministro da França, François Fillon, mantém um blog com artigos, fotos, vídeos e discursos sob o slogan "A França pode suportar a verdade". A rainha Elisabeth II, 83 anos, além de um blog pessoal, lançou um canal real no YouTube, com um logotipo exclusivo do Google. Em 2008, por intermédio do YouTube, a rainha leu sua tradicional mensagem de Natal para a população. No início deste ano, Elisabeth II ganhou de presente de Barack Obama um iPod, para armazenar suas músicas preferidas. Na Inglaterra e na França, o primeiro ministro inglês, Gordon Brown, e o presidente, Nicolas Sarkozy, também se renderam ao YouTube.

O uso dos mecanismos de comunicação da internet por políticos nunca foi tão intenso como agora. Uma pesquisa da Universidade de Brasília mostrou que houve crescimento de 317% no número de sites de candidatos no Brasil, em comparação com as últimas eleições municipais. Segundo o cientista político Sérgio Braga, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), as ferramentas digitais ajudam a dar credibilidade aos governantes. "Elas são a melhor maneira de dar transparência às campanhas e mandatos. Servem como uma maneira de fidelizar o eleitor ao longo do tempo." Por exemplo, na última campanha eleitoral, o PT criou uma rede com mais de 200 mil internautas favoráveis à reeleição de Lula. O problema é que a maior parte dos contatos se perdeu. Com o blog e o Twitter as pessoas serão cadastradas e as informações ficarão amarzenadas num banco de dados.

De acordo com Moriael Paiva, diretor-executivo de criação da Talk Interactive e especialista em campanhas online, há exemplos práticos no Brasil de como a rede pode ser fundamental para os políticos.

"Um deles foi a campanha online de Gilberto Kassab à prefeitura de São Paulo, em que mesmo com as restrições foi possível criar formas inovadoras de conversa com eleitores e uma aproximação entre o público jovem e o então candidato", explica.

"Imagine se pudéssemos realizar essa conversa oficial também no Orkut?", sugere. Segundo Paiva, já existe uma forma diferente de interação entre políticos e população, tornando essa comunicação muito mais direta. "A internet é realidade no dia a dia de milhões de brasileiros. A escolha dos governantes com o apoio desse canal traz possibilidades que certamente vão engrandecer o processo democrático", prevê Paiva.

Fonte: ISTOÉ
Autor: Sérgio Pardellas
Revisão e edição: de responsabilidade da fonte

Imprimir Enviar link

   
     
 
Comentários
 0 comentários


   
       
     



     
   
     
   
     
 










































 
     
   
     
 
 
 
     
 
 
     
     
 
 
       

+55 (51) 2160-6581 e 99997-3535
appel@consumidorrs.com.br