TV CONSUMIDOR Bah! TV ONLINE TOP Consumidor NOTÍCIAS RECOMENDAMOS QUEM SOMOS CONTATO  
SECOVI/RS-AGADEMI lança a 34ª edição do Panorama do Mercado Imobiliário
   
     
 


08/02/2024

SECOVI/RS-AGADEMI lança a 34ª edição do Panorama do Mercado Imobiliário
Evento, realizado de forma on-line, contou com a participação de associados e convidados

No dia 07 de fevereiro de 2024, o SECOVI/RS-AGADEMI realizou o lançamento da 34° edição do Panorama do Mercado Imobiliário, referente ao ano de 2023. O evento, realizado de forma on-line, contou com a participação de associados e convidados.

A apresentação dos resultados foi conduzida pela Economista-Chefe das entidades Lucineli Martins e pelo estatístico do Setor de Inteligência de Mercado Fernando Monteiro.

A publicação reuniu os principais indicadores do mercado imobiliário referentes ao ano de 2023, com enfoque em Porto Alegre, mas também compartilhando informações sobre o Rio Grande do Sul e Brasil. Abordaram assuntos relacionados ao mercado de locação e venda, perfil dos condomínios, inadimplência de aluguéis e condomínios, financiamentos imobiliários, além dos estudos especiais como Movimentação Geral de Vendas nos bairros de Porto Alegre, com destaque 
para o Petrópolis e o aumento do número de pessoas morando sozinhas e seu impacto no mercado imobiliário.

Destacam-se os principais resultados apresentados durante o evento:

Locações de imóveis em Porto Alegre: a oferta média de imóveis residenciais para alugar apresentou uma redução anual de 20,43%. No mesmo período, os comerciais registraram um aumento de 1,72%. Os preços médios dos aluguéis de imóveis residenciais ofertados aumentaram 11,72% em 2023, enquanto os preços médios dos imóveis comerciais aumentaram 2,06%.

Velocidade de locações e rentabilidade: o tempo médio para alugar um imóvel na capital gaúcha em 2023 foi de aproximadamente 15 meses e a rentabilidade residencial dos apartamentos de 01 dormitório foi de 6,49% ao ano.

Imóveis usados disponíveis para venda em Porto Alegre: a oferta média de imóveis residenciais usados para comercialização apresentou decréscimo de 4,60% em 2023. Os imóveis comerciais, por outro lado, registraram um aumento de 15,40%. Os preços médios por m², de ofertas de imóveis residenciais usados para venda, aumentaram 4,01% no último ano, enquanto os preços médios dos imóveis comerciais usados diminuíram 2,46% no período.

Movimento geral de vendas: através das guias do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), verificou-se que, em 2023, as vendas de imóveis na capital gaúcha ficaram praticamente estáveis em relação a 2022, tendo um aumento de 0,24% na quantidade de guias pagas. Já para Canoas, no mesmo período, o aumento foi mais expressivo, correspondendo a um acréscimo de 12% nos imóveis transacionados.

Inadimplência: a análise da inadimplência de aluguéis em Porto Alegre, nos 12 meses fechados em Dez./2023, registrou uma média de 1,87%. A inadimplência dos condomínios, no mesmo período, teve média de 15,41%.

Mercado de Trabalho: Depois de um resultado negativo expressivo em 2022, o saldo do Rio Grande do Sul em 2023 para as atividades imobiliárias foi positivo em 135 novos postos, segundo o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Já para os Condomínios Prediais, o saldo permanece negativo, ou seja, assim como em anos anteriores, houve nessa categoria em 2023 mais demissões que contratações em solo gaúcho.

Abordou-se nos estudos especiais o crescimento de domicílios com apenas um morador, tanto no Brasil quanto no Rio Grande do Sul entre 2013 e 2023. Tomando como exemplo a capital, já que não há dados sobre o estado como um todo, observa-se uma redução anual de 37,11% no estoque de imóveis do tipo JK (imóvel de peça única com divisão apenas para o banheiro) disponíveis para locação. Essa redução pode estar diretamente relacionada ao aumento na demanda por esse tipo de imóvel em Porto Alegre, corroborado pelo crescimento de 19,17% na locação do tipo nos últimos dois anos em comparação com o período da pandemia (2020 e 2021). Outro fator importante observado foi a diminuição nos registros de casamentos no estado e na capital, indicando uma preferência cada vez mais latente da população por morar sozinha. Seguindo essa tendência, o mercado imobiliário deve oferecer cada vez mais opções de moradias compactas para atender a essas necessidades individuais.

Por fim, os apresentadores destacaram os motivos, segundo as imobiliárias, que o bairro Petrópolis vem liderando as vendas de imóveis residenciais em Porto Alegre nos últimos 6 anos. Através de pesquisa qualitativa com empresas parceiras concluiu-se que a localização estratégica do bairro, estando próximo do Centro e de outros bairros importantes é uma característica relevante. Ainda, Petrópolis possui um valor de metro quadrado mais acessível em comparação 
com áreas nobres vizinhas, como Três Figueiras e Bela Vista e assim atrai compradores em busca de sofisticação a preços mais acessíveis. Aliado a isso, oferece uma infraestrutura completa, com variedade de serviços, trazendo conveniência aos moradores. Sua reputação de qualidade de vida 
é reforçada pela presença de áreas verdes, clubes, parques e praças, oferecendo diversas opções de lazer. A grande oferta de imóveis disponíveis no Petrópolis amplia as escolhas dos compradores, enquanto sua estética versátil, que combina arquitetura antiga e novas construções, acrescida de ruas arborizadas, confere um charme especial ao bairro. Sua diversidade socioeconômica também é um atrativo, tornando-o um local acolhedor para pessoas de diferentes origens e estilos de vida.

Preparado por:
Setor de Inteligência de Mercado
Contato: pesquisa@secovi-rs-agademi.com.br

Responsáveis técnicos:
Economista Chefe: Lucineli Martins CORECON/RS-7.942
Estatístico: Fernando Monteiro CONRE/4-11.034


 

Fonte: Assessoria de Imprensa
Autor: SECOVI/RS-AGADEMI
Revisão e edição: de responsabilidade da fonte
Autor da foto: Estatístico Fernando Monteiro e Economista Lucineli Martins/Divulgação


Imprimir Enviar link

   
     
 
Comentários
 0 comentários


   
       
     


     
   
     
   
     
 



























 
     
   
     
 
 
 
     
 
 
     
     
 
 
       

+55 (51) 2160-6581 e 99997-3535
appel@consumidorrs.com.br