TV CONSUMIDOR Bah! TV ONLINE TOP Consumidor NOTÍCIAS RECOMENDAMOS QUEM SOMOS CONTATO  
Tecnologias ganham novo status na lista do material escolar
   
     
 


13/01/2021

Tecnologias ganham novo status na lista do material escolar
Com aumento dos gastos, conscientização é palavra-chave na hora da compra

A lista de materiais escolares para 2021 tem um incremento importante: tecnologias que permitem o trabalho em casa. Mesmo com o retorno das aulas presenciais, tudo indica que parte do ensino continue remoto e, com isso, os pais tenham a necessidade de prover dispositivos para que toda a família possa desenvolver suas atividades simultaneamente. E isso é o que mais deve pesar no orçamento este ano.

Em 2020, todos foram pegos de surpresa, e nem sempre foi possível conciliar as atividades com os aparelhos disponíveis. Pais fizeram pausa no seu home office no momento da aula, ou colocaram as aulas nos celulares para usar seus notebooks ou tablets... “Este é o momento de se organizar para adquirir mais um aparelho. Além disso, pesquisar bons antivírus, softwares que bloqueiam sites de origem duvidosa”, orienta a assessora pedagógica do Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (SINEPE/RS), Naime Pigatto. A atenção ao conforto e à escolha dos móveis são igualmente importantes: fones de ouvido, lâmpadas adequadas, mesa e cadeira que permitam uma boa postura.

Com esses gastos – e a incerteza do cenário econômico –, a conscientização torna-se, mais do que nunca, palavra-chave na hora das compras. “Os pais devem explicar às crianças a necessidade de economizar. E essa consciência deve estar presente tanto na escolha dos materiais quanto na decisão sobre o que pode ser aproveitado”, destaca Naime. Estojos, régua, tesoura, cola, apontador, caneta hidrocor, lápis de cor e borracha – tudo o que ainda está em uso e em bom estado deve ser reaproveitado.

A assessora do SINEPE/RS lembra que materiais de uso coletivo são de competência da escola, e não devem ser pedidos em listas escolares. Outra dica para gastar menos é buscar informação junto à escola ou na associação de pais sobre feiras de uniforme e materiais escolares. “Ou conversar com pais de colegas adiantados em relação à série do seu filho para obter materiais/livros emprestados. Redes sociais eventualmente dão conta de brechós de uniformes”, afirma Naime.

Confira algumas dicas para otimizar as compras de materiais escolares: 

  • Reveja o material escolar de 2020 e selecione tudo o que pode ser aproveitado.
  • Livros podem ser doados ou vendidos em grupos de pais. Também vale a troca dos livros usados pelos do ano seguinte, reaproveitados.
  • Considere a tecnologia necessária para que todos possam fazer suas atividades sem interferir na rotina do outro.
  • Busque brechós de uniformes nas redes sociais.
  • Pesquise antes de comprar, inclusive online – muitas lojas isentam frete para esse tipo de compra. E considere a compra com outros pais, se houver desconto numa compra em maior volume.

Fonte: Assessoria de imprensa do SINEPE/RS
Autor: Redação
Revisão e edição: de responsabilidade da fonte

Imprimir Enviar link

   
     
 
Comentários
 0 comentários


   
       
     



     
   
     
   
     
 


































 
     
   
     
 
 
 
     
 
 
     
     
 
 
       

R. Dr. Flores, 263 - cj 1101
Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
+55 (51) 2160-6581 e 99997-3535
appel@consumidorrs.com.br